segunda-feira, 31 de outubro de 2016

BUDA, UM INSANO

É curioso saber que Buda nunca afirmou ser ele um deus e jamais disse que existia um Deus. Sempre evitou responder sobre essa questão. Por isso, muitas pessoas alegam e defendem que o Budismo não é uma religião mas sim um ateísmo organizado, sem fé ou esperança. Sem projeções. Sem valor. Sem futuro. Por outro lado, Buda nenhuma vez declarou ser um ateu.

Em resumo, ele nunca se rotulou ou criou padrões ou característica permanentes de uma personalidade. A única coisa constante e previsível era que ele não respondia à questão de um deus existir ou não. No mais, para nós que gostamos de definições, Buda era indecifrável, imprevisível, inominável, único... Inclusive, como em um jogo infinito e combinado de espelhos, sua espontaneidade era tamanha que ele dava duas respostas sinceras diferentes para uma mesma questão desde que os interrogantes fossem diversos!!!






















Nenhum comentário:

Postar um comentário